Dicas Rápidas Ferramentas

Agrupando registros no SIGARPM

Escritor por Vinícius Moreira

 

Agora, para encerrar a série sobre o SIGARPM, veremos como realizar agrupamentos nos registros.

 

Para a simulação utilizaremos o relatório de títulos a pagar utilizado nos outros artigos.

 

1

 

Iremos realizar o agrupamento por fornecedor.

Clique no botão 2 para exibir a tela de manutenção do agrupamento, conforme imagem abaixo.

 

SIGARPM

 

Nesta tela é possível clicar no botão 4 para incluir, no botão 5 para editar e no botão 6 para excluir o agrupamento selecionado.

 

Clique no botão 4 incluir o agrupamento.

 

7

 

No campo Expressão determinaremos a expressão que será utilizada como regra do agrupamento. Clicando no botão 8 é possível visualizar os campos disponíveis para serem utilizados no agrupamento, conforme imagem abaixo.

 

9

 

No nosso caso o utilizaremos agrupamento por Fornecedor para isso, basta selecionar o campo Fornecedor e clicar em OK para que a tela fique conforme abaixo.

 

10

 

Se for necessário agrupar por mais de um campo, basta repetir o processo de seleção dos campos.

 

Na tela do novo grupo também é possível utilizar o check box Quebrar página, como o nome diz esta opção fará com que o relatório quebre a página por agrupamento. A opção Resumo fará com que sejam exibidos apenas os resumos das informações.

Fique atualizado, É GRÁTIS!
Cadastre o seu endereço de e-mail e fique por dentro de todas as atualizações da AcademiaERP.
Não enviamos spam.

Agora que já selecionamos o campo de Fornecedor como expressão do nosso agrupamento é só clicar em Confirmar e depois na opção Finalizar.

 

Abaixo é possível visualizar o resultado final do nosso relatório. Repare que pelo fato de termos criado um totalizador nos artigos anteriores, o relatório exibe agora também um total por grupo automaticamente.

 

11

 

Só isso galera, até o próximo artigo.

 

Valeus

 

Sobre o Autor

Vinícius Moreira

4 comentários

  • Olá Ana Paula, tudo bem?

    A estrutura de tabelas do Protheus cria tabelas diferentes somente para casos de empresas diferentes. Ou seja, para casos em que somente a filial é diferente, o sistema utiliza a coluna FILIAL da tabela para diferenciar os registros.

    Caso a tabela esteja em modo compartilhado, esse campo ficará em branco. Caso ela esteja exclusiva, ele será preenchido com o número da filial que é “dona” do registro.

    Se a tabela SP6 está criada na empresa que tem as filiais 26 e 27, ela já está disponível para utilização em todas as suas filiais.

Deixe um comentário

Dúvida?